TRF3SPMSJEF

Acessibilidade

alto contraste
Transparência e Prestação de contas
Intranet - Acesso Restrito
Menu
InternetNotíciasNotícias 2019

31/07/2019 - Delegação do Tribunal de Justiça de Pernambuco visita o iJuspLab

O Laboratório de Inovação da Justiça Federal de São Paulo (iJuspLab) recebeu, nos dias 29 e 30/7, a visita de um grupo formado por desembargadores, juízes e servidores do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). A delegação veio conhecer a proposta do laboratório, os métodos utilizados e a forma como foi construído a fim de auxiliar o TJPE a também implantar um laboratório de inovação. 

“Para nós é uma grande honra recebê-los, sobretudo porque o Tribunal de Justiça de Pernambuco é uma referência em inovação, tecnologia e na busca de novas perspectivas. É muito significativo estarem aqui dividindo boas práticas para podermos, dentro do setor público e dos próprios órgãos da Justiça, compartilhar nossas experiências”, disse a juíza federal Luciana Ortiz Zanoni, diretora do Foro da Seção Judiciária de São Paulo.

No primeiro dia do encontro, o juiz federal Caio Moysés de Lima, vice-diretor do Foro, juntamente com servidores que integram a Subsecretaria de Comunicação, Conhecimento e Inovação (UCIN), apresentou aos participantes as instalações do laboratório, a forma como os desafios são trabalhados e quais projetos estão em andamento. Eles conheceram ainda a metodologia do design thinking, as atividades da equipe de gestão de dados e o mapeamento dos fluxos de trabalho.

O juiz de Direito José Faustino Macedo, que integra a Comissão de Inteligência Artificial do TJPE, destacou que a visita ao iJuspLab superou suas expectativas. “Notamos que vocês não somente executam um projeto de inovação, mas colocam o tema como um valor essencial diretamente ligado à presidência do TRF3. Isso nos surpreendeu e vai nos ajudar a repensar a forma de construção e desenvolvimento de projetos em nosso Tribunal”.

Caio Moysés de Lima ressaltou o trabalho desenvolvido pelo TJ de Pernambuco na área de inteligência artificial com o projeto “Elis”, ferramenta que tem agilizado a tramitação de processos de execução fiscal. “Eles estão conseguindo fazer um trabalho excelente de redução do número de ações nessa área, atuando com a inteligência artificial e mineração de dados. Essa também é uma oportunidade de fazermos um intercâmbio e projetos em conjunto”, pontuou o magistrado. 

No segundo dia do evento, Luciana Ortiz apresentou o Programa de Gestão e Inovação da JFSP (iNovaJusp), lançado em 2016, que envolve, além do laboratório de inovação, a gestão estratégica, o redesenho organizacional e o orçamento-programa participativo. O iJuspLab foi inaugurado em junho de 2017, sendo o primeiro Laboratório de Inovação do Poder Judiciário brasileiro.

O desembargador Jones Figueirêdo Alves, diretor-geral da Escola Judicial de Pernambuco (Esmape), considerou muito úteis e objetivas as informações apresentadas. “Estamos fascinados pela qualificação técnica que esse laboratório está produzindo, sobretudo pela forma de otimizar o desempenho através dos seus técnicos e juízes. Acho que é uma experiência judiciária extraordinária, não somente para a justiça brasileira, mas principalmente para o cidadão”, avaliou o desembargador.

Na opinião de Gisele Molinare Fessore, diretora da UCIN, as visitas de outros órgãos são importantes para a Justiça Federal de São Paulo porque validam o iJuspLab como referência em inovação no Poder Judiciário. “Para os órgãos, acho que há dois fatores muito importantes: o primeiro é que eles vêm conhecer um laboratório que já está funcionando e podem partir dessa experiência, fazendo algumas adequações para a sua realidade. Outro ponto fundamental é que podemos dar o exemplo de que é possível inovar na Justiça Federal e no serviço público”, frisou.

“Percebemos, por meio dos resultados apresentados, que a inovação realmente muda o serviço público e, quando compartilhamos os conhecimentos, também aprendemos com as experiências dos outros. Isso é importante porque todos nós trabalhamos para a mesma finalidade, que é atender o cidadão”, disse a servidora Elaine Cestari, supervisora do iJuspLab.

Os outros integrantes da delegação do TJPE que visitaram o Laboratório foram o desembargador Evandro Magalhães, vice-diretor da Esmape, os juízes Saulo Fabianne Ferreira e Fernanda Chuahy de Paula e os servidores Raphael D'Castro e Juliana Neiva. Também prestigiaram o evento o especialista em Direito Digital, Ademir Piccoli, a designer Bárbara Bartosiaki (Judiciário Exponencial) e os consultores Álvaro Gregório e Gabriela Dourado, da empresa iLabs Services. (JSM)

Fotos: Jefferson Messias/Edson Nagase

Publicado em 31/07/2019 às 18h39 e atualizado em 18/01/2023 às 11h49