Publicado em: 19/04/2021 17h35 – Atualizado em: 30/08/2021 18h20

19/04/2021 - Desembargador do TJ de São Paulo profere palestra virtual na JFSP


No dia 14/4, foi realizada a palestra “A Cultura da Paz entre o Direito e a Literatura”, ministrada pelo desembargador Alfredo Attié Júnior, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP). O evento, que contou com a participação de conciliadores, juízes, servidores e o público em geral, fez parte de um ciclo de palestras de capacitação que está sendo promovido pela Central de Conciliação de São Paulo, em parceria com a Escola de Servidores da JFSP.

Em sua exposição, o desembargador abordou  princípios que propõem a transição do modelo tradicional de Justiça para um modelo democrático, com a participação efetiva dos membros da comunidade, principais destinatários do trabalho do Poder Judiciário. Ele também falou sobre a importância do meios autônomos de soluções de conflitos para a disseminação da cultura da paz.

“É importante que a Justiça se abra para o diálogo franco com a sociedade. Vivemos em uma sociedade em que presenciamos muitas injustiças e, para podermos construir uma Justiça verdadeira - que enxerga os problemas e tem coragem de levar avante as soluções - precisamos ouvir essas pessoas”, ressaltou Alfredo Attié Júnior.

A abertura do evento foi realizada pelo juiz federal Márcio Ferro Catapani, diretor do Foro da Seção Judiciária de São Paulo. Também participaram os juízes federais Bruno Takahashi, coordenador da Central de Conciliação de São Paulo, e Fernão Pompeo de Camargo, coordenador substituto do Centro de Justiça Restaurativa da JFSP - CEJURE.

“O tema desenvolvido na palestra é importante para nos lembrar de que não é apenas a lei, a letra fria da norma que deve orientar a atuação dos operadores do Direito, mas que existem outras formas para se ver os conflitos que surgem no Poder Judiciário, não somente recorrendo a uma técnica jurídica”, disse Márcio Catapani.

O juiz Fernão Pompeo falou sobre a importância da aplicação da cultura da paz em todas as relações humanas e também dentro do Poder Judiciário. “Em nossa instituição, a sensibilização de juízes e servidores para a importância desta transformação de consciência é o que possibilitará o necessário protagonismo na efetiva construção de uma sociedade livre, justa, fraterna e solidária, que acolha a todos e não exclua ninguém”.

“O desembargador Alfredo propõe um novo modelo de Judiciário para a construção da cultura da paz, que deve estar aberto ao diálogo, não se limitando a determinar o que é certo e errado. Nesse sentido, os temas trazidos, incluindo a aproximação entre direito e literatura, são muito bons para a capacitação dos conciliadores”, concluiu o juiz federal Bruno Takahashi.

O vídeo com a íntegra do evento pode ser acessado no canal da JFSP no YouTube: www.youtube.com/JFSPvideos. (JSM)