Publicado em: 29/01/2019 18h10 – Atualizado em: 24/09/2019 15h19

29/01/2019 - Miniconferência sobre tecnologia é realizada no Laboratório de Inovação da JFSP

No dia 24/1, aconteceu a primeira “MiniConf iJuspLab” – miniconferência interna de ferramentas, modelos de desenvolvimento, boas práticas e segurança na Web. O evento, coordenado pela Seção de Modernização Financeira e Orçamentária (SUMF), foi realizado no Laboratório de Inovação da Justiça Federal de São Paulo (iJuspLab) e teve como palestrante o juiz federal vice-diretor do Foro (capital), Caio Moysés de Lima.

Na ocasião, estiveram presentes servidores que integram a incubadora de soluções tecnológicas do iJuspLab e servidores convidados de outras áreas. “Essas miniconferências permitem reunir nossa equipe para falarmos sobre temas específicos de tecnologia. Desse modo, compartilhamos conhecimento de forma estruturada, além de conseguir uniformizar o entendimento que todos têm sobre determinada ferramenta e como utilizá-la”, afirma Caio Moysés de Lima.

De acordo com o servidor Rogério Antônio Araújo, supervisor da SUMF, a ideia é que a miniconferência seja realizada mensalmente, com temas e palestrantes diferentes. “Além dos técnicos da própria SUMF, vamos convidar servidores de outros departamentos para apresentar, nessas reuniões, os conhecimentos relevantes que têm”, ressalta Rogério Araújo. 

Nesse primeiro evento, o juiz Caio Moysés de Lima abordou o tema “Criando Aplicações com Vue e Vuetify”. “Essas são duas ferramentas que estamos usando na incubadora de soluções tecnológicas do iJuspLab para criar novos sistemas. O que fiz hoje foi traçar um panorama geral sobre o porquê resolvemos adotar esses recursos e quais vantagens eles apresentam”, destaca o magistrado. 

“Estamos passando por um momento orçamentário difícil. Muitos setores na JFSP estão trabalhando com o quadro bastante reduzido e a única forma que temos de fazer frente a essas dificuldades é a partir da tecnologia. Assim, o compartilhamento do conhecimento pode trazer a solução para uma área que esteja precisando”, pontua Rogério.

Os servidores que atuam na incubadora de soluções tecnológicas estão desenvolvendo dois sistemas considerados cruciais para a JFSP: o de administração predial e o de gestão de licitações e contratos. A ideia é que as informações dessas áreas estejam estruturadas e possam ser disponibilizadas mais rapidamente para auxiliar os gestores na tomada de decisão. (JSM)

Fotos: Jefferson Messias