TRF3SPMSJEF

Acessibilidade

alto contraste
Transparência e Prestação de contas
Intranet - Acesso Restrito
Menu
InternetNotíciasNotícias 2007

12/07/2007 - Sócios da MSI têm prisão decretada

O juiz federal Fausto Martins De Sanctis, da 6ª Vara Criminal, decretou a prisão preventiva dos estrangeiros Boris Abramovich Berezovsky, Kiavash Joorabchian (conhecido como Kia Joorabchian) e Nojan Bedroud, sócios da MSI (MEDIA SPORTS INVESTIMENT), pelos crimes de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Também bloqueou os recursos depositados nas contas correntes, fundos aplicações e investimentos de qualquer tipo mantidos pela MSI LICENCIAMENTOS E ADMINISTRAÇÃO LTDA.

De Sanctis recebeu, ainda, denúncia contra os dirigentes do SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA Alberto Dualib, Nesi Curi, Renato Duprat Filho, Alexandre Verri e Paulo Sérgio Scudiere Angioni pela suposta prática do crime de lavagem de dinheiro (Lei 9.613/98), designando o interrogatório dos acusados (ver datas no final do texto).

Ao esclarecer o motivo do recebimento da denúncia e da decretação da prisão dos estrangeiros, De Sanctis disse que “apesar da complexidade dos fatos narrados, a peça inicial deve ser tida por eficaz porque não somente discorre com concisão e exatidão, mas porque responsabiliza cada um dos denunciados”. Segundo diálogos monitorados, a suposta organização criminosa não somente se destinaria a “lavar” valores no futebol brasileiro, mas a praticar toda sorte de atos ilícitos.

Para o juiz, é importante deixar claro o respeito que deve merecer os cerca de 25 milhões de torcedores corinthianos. “Não se trata de proteção de um clube de esportes e de seus fãs, mas de um símbolo que, ao ser supostamente atingido com ações inidôneas provocam nas pessoas, quando chega a público, sentimentos de pesar e de desesperança no Brasil, onde o orgulho nacional associa-se diretamente ao futebol”.

Fausto De Sanctis determinou a expedição de ofício ao Ministério da Justiça solicitando a prisão preventiva dos réus estrangeiros e a extradição dos mesmos para o Brasil. Determinou, ainda, o bloqueio dos recursos que venham a ser creditados em contas correntes do SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA. O clube deverá também fornecer, no prazo de dez dias, a relação de todos os jogadores adquiridos com dinheiro fruto da parceria com a MSI.

As prisões decretadas foram baseadas nos artigos 311 e 312 do Código de Processo Penal por suposta prática de crime de lavagem de valores (Lei nº 9.613/98) e formação de quadrilha ou bando (Lei nº 9.034/95).

Os acusados serão interrogados no mês de agosto e novembro. Alberto Dualib e Nesi Curi no dia 28/08, as 13h; Renato Duprat Filho e Alexandre Verri no dia 29/08, as 13h e Paulo Sérgio Scudiere Angioni no dia 30/08, as 14h. Boris A. Berezovsky será interrogado no dia 13/11 e Kiavash Joorabchian e Nojan Bedroud no dia 14/11, todos às 13h. (RAN/VPA)

Publicado em 29/01/2018 às 18h23 e atualizado em 04/04/2024 às 12h12