TRF3SPMSJEF

Acessibilidade

alto contraste
Transparência e Prestação de contas
Intranet - Acesso Restrito
Menu
InternetNotíciasNotícias 2007

19/12/2007 - Reunião no TRF3 traça metas para 2008

          Os diretores dos Foros das Seções Judiciárias de São Paulo e Mato Grosso do Sul, juízes federais Renata Andrade Lotufo e Renato Toniasso, reuniram-se ontem (18/12) com a presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), desembargadora federal Marli Ferreira, para traçar o planejamento de metas e desafios dos próximos 12 meses. 

         "Esta é a oportunidade de reafirmar a autoridade dos diretores dos Foros, que devem agir com seriedade e determinação no que se refere ao direcionamento e condução das metas para a Justiça Federal de 1º Grau de SP e MS. Firmeza e decisão quebram a espinha dorsal da ineficiência, que leva à omissão", acentuou a presidente do TRF3. Em sua manifestação, Marli Ferreira reafirmou uma vez mais as principais características que deseja encontrar em todos os juízes e servidores sob sua jurisdição: pessoas pró-ativas, "que partem diretamente para o alvo", adotando como critério o que for mais justo em meio às soluções apresentadas para cada problema, agindo sempre com transparência. "Aqui nada é escondido. Tudo deve ser feito dentro da legalidade, da constitucionalidade".

         Durante o encontro de quase três horas, cada um dos diretores de Foro expôs seus questionamentos e projetos para 2008, fortalecendo o compromisso de colaboração mútua sempre que possível. Em São Paulo, a juíza Renata Lotufo terá que lidar com a redução na verba para obras em edificações que abrigam varas federais, sobretudo aqueles que necessitam de adaptação para acesso de pessoas com necessidades especiais. No Mato Grosso do Sul, o juiz Renato Toniasso tem pela frente a definição de novos locais de funcionamento e/ou a ampliação de varas em cidades como Campo Grande, Corumbá, Dourados e Ponta Porã. Os projetos iniciais serão submetidos a nova análise para definição de prioridades.

         Treinamento e capacitação - Quanto ao curto prazo, já está definida a realização do Programa de Desenvolvimento Gerencial para Juízes (PDG). O curso terá quatro turmas com 25 participantes cada, com datas agendadas: 26 e 27 de abril, 21 e 22 de junho, 13 e 14 de setembro e 8 e 9 de novembro. Quanto aos locais, serão quatro cidades do Estado a serem confirmadas em breve. "Nos preocupamos em promover o curso em finais de semana para que os juízes possam se ausentar das varas com tranqüilidade e também levar a família, se for o caso. Enquanto o magistrado está na aula, seus familiares podem desfrutar de algum tipo de lazer", acrescenta a juíza. O comparecimento será obrigatório, mas cada juiz poderá escolher a data e o local mais adequado para si.

         Os servidores federais paulistas merecerão igualmente um curso de capacitação, que inicialmente está previsto para durar uma semana. O conteúdo e outros detalhes ainda estão sendo definidos pela diretoria do Foro, mas é certo que desta ação deve sair um Banco de Talentos de Servidores, em que a "prata da casa" será melhor aproveitada à medida em que forem surgindo novas oportunidades.

         Ambas as iniciativas serão estendidas para Mato Grosso do Sul. No caso dos juízes, eles deverão se integrar em uma das quatro sessões do PDG previstas ao longo do ano. Quanto aos servidores, o curso de capacitação deve ser ministrado em Campo Grande em data a ser definida.

         Os dois treinamentos foram concebidos para serem grandes ferramentas de auxílio e apoio para todos os que atuam na Justiça Federal da 3ª Região. É consenso de que os servidores precisam passar por isso para que sua capacidade de trabalho seja potencializada, enquanto os juízes devem ser sensibilizados para que possam lidar com sua equipe mesclando o bom senso natural às mais modernas técnicas de gestão. Esta mistura seguramente se traduzirá em um ganho significativo de produtividade e eficiência na prestação jurisdicional oferecida à população dos dois Estados, que abrigam cerca de 45 milhões de pessoas.

         Além da presidente do TRF3 e dos juízes diretores dos Foros de SP e MS, estiveram presentes à reunião os juizes federais Paulo Sérgio Domingues, convocado em auxílio à Presidência, Raecler Baldresca, vice-diretora do Foro de SP, e Rodrigo Zacharias, vice-diretor do Foro para o interior paulista, atuando a partir de Jaú; o diretor-geral do Tribunal, Gilberto de Almeida Nunes; e os diretores das Seções Administrativas de São Paulo e Mato Grosso do Sul, Rosinei Silva e Mauro de Oliveira Cavalcante, respectivamente.

Após a reunião, os diretores dos Foros de SP e MS fizeram uma rápida visita de cortesia ao corregedor-geral do TRF3, desembargador federal, para compartilhar as metas definidas e lhe transmitir votos de boas festas. (ACOM/TRF3 - fotos João Fábio)

Publicado em 29/01/2018 às 18h23 e atualizado em 04/04/2024 às 12h12