TRF3SPMSJEF

Acessibilidade

alto contraste
Transparência e Prestação de contas
Intranet - Acesso Restrito
Menu
InternetNotíciasNotícias 2010

07/04/2010 - Júri por morte de líder indígena terá início dia 12/4 na Justiça Federal

A juíza federal Paula Mantovani Avelino, da 1ª Vara Federal Criminal, dará início, no próximo dia 12/4, a partir das 11h, ao julgamento dos acusados pelo assassinato do cacique guarani-kaiowá Marcos Veron, ocorrido em janeiro de 2003 em Juti, no interior de Mato Grosso do Sul.

O Ministério Público Federal (MPF) pediu a mudança do Júri de Mato Grosso do Sul para São Paulo alegando que naquele Estado não há condições de isenção suficientes para garantir um julgamento imparcial. Além disso, o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) determinou que o Júri ocorra em São Paulo para evitar que a decisão sofra influência social e econômica dos supostos envolvidos no crime.

  

Histórico

Entre 12 e 13/1/2003, os índios da etnia kaiowá foram atacados por quatro homens armados que teriam sido contratados para agredi-los e expulsá-los no acampamento indígena Takuara, localizado na fazenda Brasília do Sul. Os homens ameaçaram, espancaram e atiraram nos líderes indígenas, incluindo o cacique Veron, que, na época tinha 72 anos. Ele foi levado para o hospital com traumatismo craniano, mas não resistiu e morreu.

Estevão Romero, Carlos Roberto dos Santos, Jorge Cristaldo Insabralde e Nivaldo Alves de Oliveira são os quatro acusados. Em outubro de 2008, o MPF ofereceu denúncia contra outras 24 pessoas por envolvimento no crime. 

 De acordo com o MPF, há “um forte preconceito contra o povo indígena por parte de membros importantes da sociedade sul-mato-grossense. Entre as críticas aos indígenas, proferidas pela Assembléia Legislativa apenas dois meses após a morte de Veron, estava o fato de os índios terem enterrado o líder na própria área ocupada”.

Tribunal do Júri

Os interessados em assistir o Tribunal do Júri (inclusive a imprensa) poderão comparecer com antecedência no Fórum Criminal da Justiça Federal e retirar uma senha. Serão distribuídas 30 senhas no total. Não haverá espaço exclusivo reservado para imprensa e não serão permitidas filmagem nem fotografias do julgamento.

O Júri acontecerá no Fórum Criminal Federal, na Alameda Ministro Rocha Azevedo, nº 25, Cerqueira César, São Paulo, SP. (VPA)

Publicado em 19/01/2018 às 17h17 e atualizado em 04/04/2024 às 12h12