TRF3SPMSJEF

Acessibilidade

alto contraste
Transparência e Prestação de contas
Intranet - Acesso Restrito
Menu
InternetNotíciasNotícias 2011

04/05/2011 - Semana da Conciliação em Sorocaba tem resultados positivos

“Fiquei muito feliz quando recebi o telegrama nos convidando para vir aqui e cumprir nosso acordo com a Caixa Econômica. Minha expectativa é a das melhores”, assim respondeu à pergunta sobre a “Semana de Conciliação” o Sr. Nivaldo José Andrioti, que acompanhado de sua esposa, Sra. Ivani Aparecida Bissoli Andrioti, veio até a Justiça Federal de Sorocaba tentar um acordo com a Caixa Econômica Federal no intuito de quitar sua dívida imobiliária. A “Semana da Conciliação” em Sorocaba aconteceu entre os dias 25 e 29/4.

“Vejo a conciliação como uma excelente oportunidade para resolver nossos problemas. Nosso caso já se arrasta há cinco anos e esta é uma grande ocasião para conversarmos frente a frente com eles (com a CEF), porque até então era através dos advogados. Marcava com o juiz, depois vinha a resposta e vice-versa. Agora nós temos a oportunidade de liquidar essa pendência que já vem de tanto tempo” continuou, animado com a possibilidade se ver seu problema resolvido. 

Pode-se dizer que os entrevistados, por unanimidade, acharam a Semana de Conciliação uma excelente iniciativa da Justiça Federal, tendo em vista muitos deles carregarem há anos problemas com financiamentos que não podem honrar.

A grande vantagem de tal tipo de trabalho é exatamente trazer as partes para um acordo a ser celebrado no mesmo dia e local, criando um atalho entre o início e o fim do processo, que de maneira geral torna-se muito custoso para as partes e para o próprio Poder Judiciário.

Dotado de uma estrutura funcional que objetiva agilizar ao máximo as audiências conciliatórias, com a presença tanto de funcionários da CEF quanto da própria JF, os acordos são feitos com a mediação do juiz, o que facilita o entendimento entre as partes. Conforme salientado pela juíza federal diretora do Fórum de Sorocaba, Sylvia Marlene de Castro Figueiredo, “a formalização de um acordo, através da conciliação, é um método alternativo de resolução de conflitos muito eficaz, já que as partes cedem parte de suas pretensões e põem fim a uma demanda judicial, de forma célere e definitiva”.

A questão da proximidade e facilidade de conversação por meio da arbitragem mostra-se uma ferramenta eficaz. Um réu que não quis identificar-se, mas feliz com o acordo obtido, teceu o comentário de que o juiz da 3ª Vara (Dr. Edevaldo de Medeiros) “é muito humano”, corroborado por sua advogada, a Dra. Sarah de Fátima Gasner, que acrescentou ser a conciliação “uma ótima maneira para se resolver problemas com empréstimos fornecidos pela Caixa e que não podem ser pagos devido a problemas com os juros”.

 As porcentagens resultantes das audiências apontaram um total de 46% dos intimados que vieram às audiências. Desse total, 38% fizeram acordo com a Caixa Econômica Federal, o que pode ser considerado um resultado positivo, tendo em vista o não comparecimento de uma parte significativa dos réus.

 Ao final de sua audiência, o Sr. Nivaldo, aparentando felicidade, exclamou: “Muito além das expectativas!” E assim terminou mais uma semana de conciliação na Justiça Federal de Sorocaba. (ECR)

Publicado em 16/01/2018 às 14h06 e atualizado em 04/04/2024 às 12h12