TRF3SPMSJEF

Acessibilidade

alto contraste
Transparência e Prestação de contas
Intranet - Acesso Restrito
Menu
InternetNotíciasNotícias 2011

18/04/2011 - Fórum em São José dos Campos é inaugurado em sede própria

“A satisfação de termos nesse prédio o nome da pessoa maravilhosa que foi o desembargador federal Jediael Galvão Miranda(*) é imensa. A homenagem a esta personalidade fabulosa é mais do que merecida neste que é um dos melhores prédios da Justiça Federal”, disse o presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, desembargador federal Roberto Haddad, no discurso de inauguração do “Fórum Desembargador Federal Jediael Galvão Miranda”, em São José dos Campos/SP, na última sexta-feira (15/4).

O edifício, que possui três pavimentos e cerca de 7 mil m2, foi o primeiro construído com 100% de recursos (financeiros e humanos) da Justiça Federal de Primeira Instância. “As instalações são modernas e adequadas, num prédio próprio, evitando assim sucessivas mudanças que tivemos nessa cidade, com adaptações caras e muitas vezes ineficientes [...]. O município merecia um prédio como esse, sobretudo pelo desenvolvimento alcançado”, disse o presidente do TRF3.

Roberto Haddad agradeceu ao empenho da antecessora no cargo, desembargadora federal Marli Ferreira, que deu início ao projeto. “Quando cheguei à presidência do Tribunal esse prédio já estava em fase final de construção. Agradeço ao empenho de minha antecessora que nos permitiu inaugurar o Fórum na data de hoje”.

O diretor do Foro, juiz federal Carlos Alberto Loverra, discorreu sobre a grandeza da Justiça Federal e a inauguração do novo prédio. “Quando assumi a diretoria do Foro sabia do enorme desafio que era ter sob minha administração mais de quatro mil funcionários, em cinquenta prédios divididos em quarenta cidades, cada qual com sua peculiaridade. Quatorze inaugurações já ocorreram e muitas outras estão por vir nesta gestão. Hoje experimento um sabor realmente especial. Vivencio a felicidade de um pai que vê nascer seu primeiro filho”, disse em referência ao primeiro prédio construído com 100% de recursos próprios da Justiça. 

“A partir de hoje a Justiça Federal em São José dos Campos tem casa própria, instalada num prédio totalmente adequado aos imperativos de acessibilidade e gestão ambiental, propiciando maior conforto aos juízes, servidores, procuradores, advogados e demais usuários de nossos serviços, ainda permitindo ampliações como a que se avizinha no próximo ano de 2013, quando São José dos Campos receberá uma vara do Juizado Especial Federal”, destacou o juiz.

Carlos Loverra fez ainda uma homenagem ao desembargador Jediael Miranda. “Dedico meu pensamento e oração a Jediael, que tanto lutou para essa inauguração, mas por força da vontade de Deus não pôde vê-la ocorrer. Sou grato a todos os servidores da Administração Central que, com afinco e dedicação, transformaram o sonho em realidade”.

O juiz federal Renato Barth Pires, diretor da 3ª Subseção Judiciária, falou sobre a inauguração. “Foram muitos anos de luta, desde a doação do terreno, obtenção de verba orçamentária e até a própria construção, um desafio administrativo gigante. O prédio é adequado não só pelo espaço físico, mas por toda sua infraestrutura. Temos certeza de que foi concebido e projetado para funcionar como um fórum. Conseguiremos assim trabalhar mais e melhor”.

Oscar Paulino dos Anjos, diretor da Secretaria Administrativa, contou como tudo aconteceu. “O terreno foi doado em 1996 e a obra durou cerca de 21 meses. Os setores de engenharia, contratos, licitações e patrimônio estiveram diretamente envolvidos no projeto e o resultado foi excelente. Este prédio servirá como referência para futuras construções, é um modelo para a expansão da Justiça Federal. Entre outros benefícios, possui paredes em drywall, que permite fazer mudanças sem grandes transtornos. É amplo, acessível, climatizado, tem oitenta vagas de garagem (sem manobrista) e está preparado para receber mais duas varas de juizado e uma vara comum, isso sem fazer nenhuma mudança de paredes”.

O prefeito de São José dos Campos, Eduardo Cury, disse estar feliz com a inauguração. “Hoje é motivo de dupla felicidade para mim, primeiro como prefeito, em ver a conclusão deste Fórum, o que mostra como a Justiça Federal está em consonância com as necessidades da nossa população. Segundo pela escolha do nome Jediael Galvão Miranda, que foi juiz federal dedicado e representativo desta cidade”.

Também estiveram presentes na solenidade de inauguração os desembargadores federais Carlos Muta, Sérgio do Nascimento e Luiz Stefanini; o procurador da República Ângelo Augusto Costa; os representantes da OAB Luiz Carlos Pegas e Julio Aparecido Costa Rocha; o deputado federal Arnaldo Faria de Sá e demais autoridades. (RAN)

(*) O desembargador federal Jediael Galvão Miranda faleceu em 24/7/2008 em acidente automobilístico

Fotos: Ricardo Nabarro e Hélio Martins Júnior

Publicado em 16/01/2018 às 14h06 e atualizado em 04/04/2024 às 12h12