TRF3SPMSJEF

Acessibilidade

alto contraste
Transparência e Prestação de contas
Intranet - Acesso Restrito
Menu
InternetNotíciasNotícias 2013

26/07/2013 - Treinamento de brigada de incêndio na JF/SP

Durante toda esta semana foi realizado no Fórum Ministro Pedro Lessa o curso de Formação de Brigada de Incêndio, destinado para a capacitação da equipe de brigadistas da Justiça Federal de Primeiro Grau em São Paulo. 

O curso, ministrado pelo agente de segurança Ismael de Assis, é dividido em partes teórica e prática e já contou com a participação de vários servidores. “O objetivo é atender a legislação, pois a existência de brigada de incêndio é um dos itens obrigatórios para a obtenção e manutenção do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiro, e, sobretudo, preparar os servidores e funcionários terceirizados para agir com presteza em casos de sinistro, seja em um incêndio ou mesmo em um atendimento de primeiros socorros”, declarou Ismael. 

Durante o treinamento foram abordadas as classes e técnicas de prevenção de incêndio, os métodos de extinção, como manusear os equipamentos de combate a incêndio, noções de abandono de prédio, procedimentos de primeiros socorros, como classificação e tratamento de hemorragias, crise convulsiva e engasgamentos. 

“No curso abordamos o que é um plano de abandono, buscamos as soluções para os problemas de cada edificação, e após o término do treinamento este plano é elaborado e passado a todos os brigadistas e servidores, para que tenham o conhecimento de como cada um deve agir para sair com segurança do prédio”, explicou Ismael.

Para o servidor Antônio Carlos de Queiroz Pinheiros, “o curso realmente orienta quanto às práticas corretas em uma situação de emergência. Mas não se pode parar por aí. Além da formação de uma equipe de brigadistas é preciso que haja treinamento constante”. 

“O curso foi muito importante. A gente torce para que não aconteça nada de errado, mas se acontecer é preciso estar preparado”, declarou a técnica judiciária Eiko Yamashiro. 

Os servidores ainda participaram de simulações de primeiro socorros envolvendo uma vítima com parada cardíaca e hemorragia e de combate a incêndio com a utilização de extintores com carga vencida.

"Eu acho que todos os servidores deveriam fazer o curso. Os brigadistas são aquelas pessoas marcadas que vão ajudar e orientar o pessoal. Mas é importante que todos tenham uma noção de como agir”, afirmou a participante Mônica Negrão Fontanezi. (KS)

Fotos: Kátia Serafim

Publicado em 08/01/2018 às 12h00 e atualizado em 04/04/2024 às 12h12